Assista nossos Programas

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Sambô estreia nova formação neste fim de semana



Sambô é formado por Zé da Paz, Sudu Lisi e Julio Fejuca e Hugo Rafael
Chegou o momento! O Sambô vai estrear a nova formação neste fim de semana. O cantor Hugo Rafael assume os vocais junto com Zé da Paz e Julio Fejuca em um repertório preparado especialmente para a nova fase do grupo famoso por sua mistura ousada de rock e samba.
Os primeiros shows de Sudu Lisi, Julio Fejuca, Zé da Paz junto com Hugo Rafael serão em Muriaé (MG), no Expo Muriáe 2015, no dia 5 de setembro, e Videira (SC), no Expo Videira, no dia 6.
As versões em samba para clássicos do pop e rock continuam e há novidades no setlist, se misturando a releituras de sucessos de Molejo e Tim Maia, entre outros. Além, claro, daquelas que são já marca registrada do Sambô, como Sunday Bloody Sunday (U2) e This Love (Maroon 5).
Desde o início do Sambô, em 2003, o grupo marcou seu nome na história da música brasileira com ousadia musical, unindo rock com samba e transformando clássicos em um som cheio de suingue e batuque. Doze anos após essa reunião tão bem-sucedida, uma nova voz chega para dar fôlego novo ao projeto que conquistou um público fiel, apaixonado pela música e pela festa que o Sambô faz no palco, de um jeito leve e descontraído.
O grupo formado por Sudu Lisi na bateria, Julio Fejuca no cavaco, guitarra, banjo e vocais e Zé da Paz no pandeiro e vocais agora recebe de braços abertos um novo integrante:Hugo Rafael. Sorocabano que se encaixa perfeitamente nas características em comum dos demais integrantes do grupo: alegria contagiante no palco e música de qualidade correndo nas veias.
A partir deste dia 5 de setembro de 2015 é Hugo Rafael que se reveza com Fejuca e Zé da Paz nos vocais do Sambô. No estúdio, a combinação de vozes e a união de talentos do quarteto já vêm dando forma ao primeiro CD nesta formação, que vai seguir a linha musical que é marca registrada do grupo, com versões de músicas gringas e nacionais, sempre com o jeito Sambô de fazer som.
O Sambô é formado por artistas de diferentes escolas e estilos musicais, por isso essa mistura é inevitável. Sem pretensões de formar uma banda, se reuniram em uma tradicional roda de samba para animar um aniversário de um amigo.
E foi assim que tudo começou, sem ensaios, sem repertório, quando de repente alguém gritou lá no fundão: “toca rock´n´roll, toca Raul”, foi quando o Sambô mandou um clássico do rock – Mercedes Benz, de Janis Joplin, em samba. A música saiu com os instrumentos típicos desse ritmo e a mistura agradou logo de cara e, desde então, o grupo tem feito o seu som sem rótulos, sem preconceito e com muito respeito pela diversidade da música brasileira.
A roda de samba cresceu, ganhou novos instrumentos, tempero, mas a espontaneidade e naturalidade com que a música e alegria fluem acompanham o Sambô em seus shows pelo Brasil afora, transformando tudo ao redor em uma grande diversão. Pediu pra sambar, Sambô!