Programa Músico Empreendedor

domingo, 11 de fevereiro de 2024

Antonio Aguillar: um ícone do rádio e da fotografia falece aos 94 anos

 

Antonio Aguillar - * 1929 + 2024

Antonio Aguillar foi um jornalista e radialista brasileiro que marcou a história da cultura nacional. Nascido em São José do Rio Preto (SP) em 18 de outubro de 1929, ele iniciou sua carreira como fotógrafo, registrando cenas da cidade, desfiles, artistas, políticos e esportistas. Em 1950, ele ingressou no jornal O Estado de São Paulo, onde trabalhou como repórter fotográfico por dez anos.

Em 1960, ele migrou para o rádio, onde se destacou como locutor comercial, produtor e apresentador de programas ao vivo na televisão. Ele foi o precursor da Jovem Guarda, abrindo os microfones de seu programa “Ritmos para a Juventude” na Rádio Nacional de São Paulo para novos talentos da música brasileira, como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Sérgio Reis, The Clevers, Jerry Adriani e muitos outros. Ele também foi empresário artístico de nomes como Altemar Dutra e Lindomar Castilho.

Aguillar se aposentou em 1981 e voltou para São José do Rio Preto, onde dirigiu algumas emissoras de rádio e fez um programa dedicado à criança. Em 1990, ele se mudou para Santos, onde trabalhou na Rádio Tribuna e na Rádio Clube de Santos como coordenador artístico. Em 2001, ele organizou uma exposição de suas fotografias em preto e branco no Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e no Sesc de Santos, mostrando o cotidiano de São Paulo nos anos 50.

Aguillar faleceu em 11 de fevereiro de 2024 em São Paulo, aos 94 anos, deixando um legado de contribuições para a comunicação e a arte brasileiras. Ele foi homenageado pela Câmara Municipal de São José do Rio Preto em 2015 com o título de cidadão rio-pretense.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2024

Crescimento Explosivo: Zé Vitor & Evandro Transformando o Cenário Sertanejo

O sertanejo, sem sombra de dúvidas, é um dos ritmos musicais que mais cresce no Brasil. Com o surgimento e a consolidação de diversos artistas no cenário nacional, o gênero tem revelado algumas das figuras mais importantes do repertório artístico brasileiro. Seguindo nesta linha de descobertas promissoras, está a dupla Zé Vitor e Evandro, que, preservando o “modão” em seus lançamentos, pretende ser uma das escolhas queridinhas do público sertanejo.

Naturais de São José do Rio Preto, a dupla surgiu de um encontro “inesperado” que, segundo eles, estava escrito. Em um estúdio de gravação onde realizavam um trabalho anterior aos planos musicais, eles cantaram uma música de forma despretensiosa, à capela, e acabaram se surpreendendo com o resultado que, além de impressionar os próprios cantores, chamou a atenção do ganhador do Grammy Latino Orlando Baron e com a Management TK Produções. José Vitor Amaral, conhecido como Zé Vitor e Evandro Rodrigo Dias, juntaram forças com as equipe citadas e juntos eles prometem revolucionar o gênero sertanejo, trazendo elementos clássicos e contemporâneos, o que já está gerando individualidade ao projeto e resultando em grandes alcances nas redes sociais, mesmo a dupla tendo disponibilizado poucas faixas até o momento.

Zé Vitor atua na música há mais de 30 anos e é autor dos sucessos “Brinquedo de Corda” e “Vai Sentir Saudade”. O cantor, que também toca violão e viola, iniciou sua carreira em meados dos anos 90 e, neste mesmo momento, passou a viver de música. Sobre as inspirações para investir na carreira musical, o artista ressalta Rene e Ronaldo e Chitãozinho e Xororó. “Meu primeiro contato com a música foi através das rádios. Eu escutava os lançamentos e cantava junto com os cantores. Depois, participei de uma pequena banda de Araraquara e esses momentos, que pareciam brincadeira, despertaram o amor incondicional que tenho pela arte”.

Já Evandro, que está ativo no ramo musical há duas décadas, teve uma trajetória um pouco diferente. Com uma técnica vocal que vai do erudito ao popular, Evandro começou cantando na Igreja Batista e de cara percebeu que esse era o caminho que gostaria de seguir. Com referências do tenor italiano Andrea Bocelli e o cantor de ópera Luciano Pavarotti, Evandro mescla a sua paixão pela música contemporânea e pela música clássica no trabalho com a dupla: “Minha carreira começou cantando em casamentos, por volta de 2005, mas, sem dúvidas, a minha maior realização foi a gravação do DVD com Zé Vitor. O contato para a produção do projeto com Orlando Baron foi incrível e ver tudo sendo desenvolvido com tanta qualidade foi ainda mais surreal”.

O primeiro DVD da dupla “Zé Vitor & Evandro - Ao Vivo em Rio Preto - EP.1” chega com cinco lançamentos inéditos. O single “Quando Bater Saudade Aí” que faz parte do DVD e foi lançado no formato ao vivo no dia 15 de setembro, alcançou o marco de 110 mil visualizações no YouTube em apenas 10 dias. Segundo os artistas, o resultado é uma resposta à sinergia perfeita da dupla: “Existe uma cooperação entre nós e um trabalho incansável pelo nosso objetivo. Nos tratamos como irmãos, pois sabemos que quanto melhor a nossa união, mais fortes nos tornaremos”, comenta Zé Vitor.

Com o DVD previsto para ser lançado ainda este ano, Zé Vitor e Evandro esperam que o futuro seja promissor e vá além das expectativas. “Daqui a alguns anos, imagino nossas músicas fazendo parte da vida das pessoas e espero que gostem verdadeiramente do nosso trabalho, porque tudo o que planejamos é pensado para os nossos ouvintes”, diz Evandro. E Zé Vitor completa: “Tenho certeza que levaremos o nosso propósito para os corações de todo o Brasil. Felicidade e curiosidade, é essa reação que espero do público para os próximos lançamentos”.


***


Mais ilustrações

🚀🔥 #Imperdível #MágicaMusical