Assista nossos Programas

quarta-feira, 4 de junho de 2014

JUSTIÇA FEDERAL EMITE INTERDITO PROIBITÓRIO CONTRA DIRETORIA DO SINDMUSSP

Por: Claudia Souza

Foi publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal (Edição nº 97/2014 de 29/05/2014) o processo movido pela Ordem dos Músicos do Brasil – Conselho Regional do Estado de São Paulo, contra o SINDMUSSP – Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de São Paulo.

Segundo consta no processo nº 0009121-75.2014.403.6100 da Subseção Judiciária de São Paulo, nos dias 14 e 15/05/2014, em manifestação pública, membros do Sindicato proclamaram que invadiriam a sede da OMB em São Paulo. Dias antes, os mesmos ameaçaram invadir a sede do Conselho Federal da OMB em Brasília, que necessitou da intervenção da Polícia Federal. Nos dois eventos, foram lavrados boletins de ocorrência.
Em outras ocasiões, músicos liderados por membros do SINDMUSSP manifestaram-se em frente ao prédio das duas entidades.





O interdito proibitório aponta os diretores do SINDMUSSP, Gerson Ferreira Tajes, Fernando Soares da Silva, Adelmo Barbosa Ribeiro, Gilson do Nascimento Martins, Ronald Pereira de Carvalho Fonseca, Fernando Oliveira de Gino, Francisco de Assis Lira, Julio Cesar de Araújo Soares, Paulo Roberto Lima Aguilar, Valdir Ramiro, Antonio Rodrigo Lau da Silva, Wilson José Moraes, João Batista Ferreira Junior, Éderson Fernandes Borges da Silva, Wilson Gabriel de Lima Oliveira e Marco Antonio Soares como réus.

No mesmo mês, relatos de que o SINDMUSSP estaria passando por sérias dificuldades financeiras, com protestos em cartório e a comprovação da entrada de mais de R$4,3 nos caixas durante um ano, sem prestação de contas e sem a devida precaução da nova diretoria, que tem como Presidente o Sr. Gerson Ferreira Tajes – “Alemão”, em providenciar uma auditoria no Sindicato após o afastamento do antigo presidente Dr. Wilson Sândoli, reforça a desconfiança de possíveis irregularidades, uma vez que convidados à esclarecimentos, a diretoria evita tocar no assunto ou enviar alguma nota de esclarecimento para a imprensa. 

Uma petição eletrônica está sendo movida pela internet por um grupo de músicos e outro abaixo assinado deverá ser encaminhado à Justiça nos próximos dias, pedindo auditoria no SINDMUSSP – Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de São Paulo.






Link do Processo:

Matérias relacionadas: