Assista nossos Programas

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Ecad distribuiu R$ 6,7 milhões em direitos autorais das músicas tocadas no Rock in Rio 2015

O Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) distribuiu os direitos autorais referentes às músicas tocadas no Rock in Rio 2015, o maior festival de música e entretenimento do país. Foram distribuídos cerca de R$ 6,7 milhões para 1.396 titulares e associações. Com o compromisso de garantir uma justa distribuição dos valores arrecadados para os autores das músicas tocadas, o Ecad gravou todas as execuções musicais dos palcos e tendas do evento, totalizando 250 horas de gravação. Foram utilizados os equipamentos digitais Ecad.Tec Som, desenvolvidos pela própria instituição, que possuem autonomia de gravação de até 90 horas. Para aprimorar ainda mais o trabalho de identificação, também foram coletados todos os setlists dos palcos Mundo e Sunset, além da Rock Street.

As prediletas


Três hits internacionais apareceram no topo das listas mais tocadas. Em primeiro lugar, “Hit that jive, Jack”, interpretada por Nat King Cole. Em segundo lugar, “Chop Suey”, interpretada por System of a Down, seguida por “Can’t stop”, por Red Hot Chilli Peppers. Já no top 5 dos artistas que mais receberam direitos autorais por suas músicas que foram tocadas durante todo o evento aparecem, respectivamente, os brasileiros Lulu Santos e Herbert Vianna nos dois primeiros lugares, seguidos porJosh Homme (Queens of the Stone Age), Daron Malakian (System of a Down) e Ryan Tedder (OneRepublic).

Respeito ao direito autoral

A organização do evento efetua o pagamento da retribuição autoral ao Ecad desde a sua primeira edição, em 1985, demonstrando que a valorização da cadeia produtiva da música vem do berço do festival. Dessa forma, milhares de artistas que fazem parte do sistema de gestão coletiva musical têm seus direitos respeitados.

“Por se tratar do maior festival de música realizado no país e estando ainda entre os principais do mundo, é imprescindível a consciência por parte dos organizadores com o pagamento do direito autoral para os milhares de titulares que têm suas músicas executadas nas apresentações. Esta atitude condiz totalmente com o modelo de empresa correta, que é a percepção que o público tem do Rock in Rio.”, destaca Márcio Fernandes, gerente executivo de Arrecadação do Ecad.

Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio, também defende a importância do respeito ao direito autoral e aos compositores das canções que embalam milhões de pessoas durante os dias de shows. "Existem muitos talentos que trabalham na música que não necessariamente são aqueles que estão em cima do palco. Se eles não tivessem tido o dom de compor aquela música, a gente não sentiria aquela vibração, não levaria aquela mensagem para casa, a gente não sentiria da mesma forma. Então, é óbvio que essas pessoas têm que ter o merecido retorno pelo seu trabalho, é uma atividade como todas as outras", explica Roberta.

Confira abaixo o ranking dos autores que mais receberam direitos autorais do Ecad pelas músicas tocadas no Rock in Rio de 2015:

1 - Lulu Santos
2 - Herbert Vianna
3 - Josh Homme
4 - Daron Malakian
5 - Ryan Tedder
6 - Elton John
7 - Bernie Taupin
8 - Luciano Garcia
9 - Freddie Mercury
10 - Andrés Giménez
11 - Joseph Duplantier
12 - Mark Sheehan
13 - Lars Ulrich
14 - James Hetfield
15 - Serj Tankian
16 - Daniel O'donoghue
17 - Paul Waaktaar-Savoy
18 - Eduardo Ippolito (Wally)
19 - Brian May
20 - Corey Taylor