Assista nossos Programas

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana recebe BNegão em show gratuito no Auditório Ibirapuera

Músicos dividem o palco no dia 25 de janeiro, às 19h

Como parte da programação do Auditório Ibirapuera, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ) convida BNegão a participar de um grande baile dançante no dia 25 de janeiro, às 19h. A música é o ponto de partida para esse encontro que promete balançar o público presente. Ex-MC do Planet Hemp e com dois discos autorais ( “Sintoniza Lá” (2012) e “Enxugando Gelo” (2003) ) lançados, BNegão traz, em sua bagagem musical, um trabalho com influências de ritmos jamaicanos, africanos e brasileiros, fundidos ao rap, funk e hardcore. Já a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ) por sua vez, tem dois discos lançados, onde a influência dos acordes brasileiros se dilui em ritmos, como o ska, o rocksteady e o earlyreggae. Tocar os clássicos da música brasileira nos estilos musicais jamaicanos dos anos 50, 60 e 70 é a proposta dessa big band. As melodias compostas pela OBMJ casam bem com a música produzida por BNegão, ambos apresentam canções de seus repertórios em uma noite memorável.

“Funk até o Caroço” (BNegão), “Pressure Drop” (Toots and the Maytals) , “Brejeiro” (Ernesto Nazaré) e “Ghost Girl From Ipanema” (The Specials) fazem parte do repertório da apresentação.



BNegão já esteve envolvido em uma boa parte de projetos da cena musical nacional. Seja sendo um dos integrantes do Planet Hemp, fazendo parte do dançante The Funk Fuckers ou mesmo seguindo com o Turbo Trio, o que não faltam são territórios onde o músico já não tenha deixado a sua marca. Tão vasta quanto a experiência no palco, assim é a sonoridade que acompanha a sua trajetória, pendendo involuntariamente para o reggae, hip hop, dub e o hardcore.

Dentro dessa ideia de reunir os mais diferentes sons, BNegão lança o seu primeiro álbum solo, “Enxugando Gelo” (2003), ao lado dos Seletores de Frequência. Vanguardista, o trabalho revolucionou pela maneira como diferentes gêneros musicais se agrupavam em um mesmo disco.

A aguardada sequência do primeiro CD, que há uma década inovou a sua carreira musical, chega no ano de 2012, com “Sintoniza Lá”. O trabalho mantém a mesma variedade de ritmos, principal destaque nas composições do artista, e ainda o suingue e a força do projeto BNegão & Os Seletores de Frequência.

A Orquestra Brasileira de música Jamaicana (OBMJ) formou-se a partir do encontro de Sergio Solfiatti (músico e produtor) e do trompetista Felippe Pipeta. Outros músicos se juntaram aos idealizadores da OBMJ, para formar a big band e interpretar os clássicos da música brasileira nos estilos musicais jamaicanos dos anos 50, 60 e 70.

A busca pela sonoridade da época, através dos arranjos e do tratamento dos timbres e efeitos, pode ser apreciada durante os shows ou escutando os discos da banda. Os arranjos executados pela bateria, baixo, guitarra e teclados seguem os preceitos da música encontrada na Jamaica, já os arranjos de sopro (trompetes, sax, trombone e flauta) são inspirados em uma linha mais orquestral e jazzística.

Com um repertório que vai de clássicos da música brasileira e segue por composições próprias, , a OBMJ faz o público dançar, através de um passeio ao som dos ritmos produzidos na Jamaica. Os temas instrumentais são frequentemente cantarolados pelo público, durante as apresentações, que segue o naipe de metais, dando voz as músicas executadas pela orquestra.


ORQUESTRA BRASILEIRA DE MÚSICA JAMAICANA convida BNEGÃO

Dia 25 de janeiro (domingo), às 19h
Duração: 90 minutos (aproximadamente)
Ingressos: Gratuitos – Retirada de ingressos na bilheteria, 90 minutos antes do início do espetáculo
Classificação indicativa: Livre
Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Capacidade: 800 lugares
Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera
(Entrada para carros pelo Portão 3)
Fone: 11.3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br e http://www.auditorioibirapuera.com.br/
Ar-condicionado. Acesso a deficientes. Proibido fumar no local.
Estacionamentos / Transporte:
Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$5,00 por duas
horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Ônibus:
Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz
Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras
Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro
Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela
Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz
Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana
O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público


Horários da bilheteria:
Quinta-feira: das 11h às 20h
Sexta-feira e sábado: das 11h às 22h
Domingo: das 11h às 20h
Meia-entrada:
- Estudantes: apresentar na entrada Carteira de Identidade Estudantil.
- Professores da Rede Estadual, Aposentados e Idosos acima de 60 anos: apresentar RG e comprovante.
- Menores de 12 anos, acompanhados pelos pais, têm direito a 50% de desconto do valor da inteira, quando Censura Livre.
Auditório Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº
Portão 2 - Parque Ibirapuera
São Paulo - SP - 04094-050
www.auditorioibirapuera.com.br